Troponina: Troponina I e Troponina II




Troponina: Troponina I e Troponina II
O Exame é feito para detectar se a pessoa teve infarto do miocárdio. Pode também detectar lesões no músculo cardíaco.  Infarto do miocárdio é quando parte do músculo que compõe o coração morre. Causa dor no tórax e a pessoa pode sentir uma sensação de pressão. A dor no peito pode se estender para o pescoço e braço esquerdo. Então vem a dificuldade de respirar, o suor frio e fraqueza, impossibilitando a pessoa de andar.


O exame Troponina pode ser pedido acompanhado de outros exames como, por exemplo: creatina quinase (CK); CK-MB; mioglobina; marcadores cardíacos.
É aconselhável que se faça o Troponina imediatamente e depois repeti-lo em intervalos de 4 horas. Não é necessário nenhuma preparação para o exame.
A Tramponina faz parte de uma família de proteínas que podem ser encontradas nas fibras musculares esqueléticas e do coração. Existem três tipos de tromponina: troponina C, troponina T e troponina I. São elas as responsáveis em controlar a contração muscular. Tanto a Troponina I como a Troponina T tem uma forma encontrada somente no coração: troponina I cardíaca (cTnI) e troponina T cardíaca (cTnT).
Quando a pessoa tem um infarto do miocárdio, os níveis séricos de troponinas se elevam em três a quatro horas depois da lesão e permanecera elevado por uns 10 a 14 dias aproximadamente.


Troponina: Troponina I e Troponina II
Troponina: Troponina I e Troponina II



Olá, meu nome é Joel de Sá.
Caso a informação que você acabou de ler foi útil para você, peço gentilmente que se inscreva no meu Canal no Youtube.
Desde já, agradeço.