Carregando...

Por que erros pré-analíticos prejudicam a credibilidade do Laboratório?



Cada laboratório possui seu modelo de laudo.

Já falamos aqui no blog que didaticamente, um exame está dividido em três fases: Pré-analítica, Analítica e pós-analítica. Não podemos desmerecer encarando como menos importante nenhuma dessas fases, porém a fase pré-analítica influencia muito o resultado final do laudo laboratorial.

Vamos ver a descrição da fase pré-analítica por Morita:


Esta fase inicia-se com a solicitação do exame, seguida de correta orientação do paciente a respeito do procedimento que será realizado, obtenção da amostra biológica, identificação, armazenamento, transporte até o laboratório e recebimento das amostras (MORITA et al., 2010).

E especialistas do ramo laboratorial indicam que é na fase pré-analítica onde são cometidos os maiores erros, cerca de 60% dos erros, sendo de difícil rastreamento, pois nem sempre o local de coleta faz parte do laboratório analisador.

Um dos erros pré-analíticos é a coleta no tubo inadequado.

Um exemplo de exame que pode ser totalmente influenciado por erros pré-analíticos é o EAS. Vamos ver a opinião de Brandão:
(...) interpretação errônea da requisição médica, identificação incorreta da amostra biológica, preparação inadequada do paciente, horário incorreto de coleta, volume e/ou acondicionamento impróprios de amostra, contaminações e ausência de informações sobre o uso de medicamentos (BRANDÃO, 2010).

Exame de Urina EAS

Agora, vamos responder a pergunta: Por que erros pré analíticos prejudicam a credibilidade do laboratório?

Quando o médico requisita um exame, espera rapidez para que mais cedo possa monitorar seu paciente. Quando o paciente é encaminhado ao laboratório, precisa ser orientado de forma clara, por exemplo: jejum, se for necessário; horário de coleta; quando for urina, assepsia correta; informação de uso de medicamentos; na coleta deve ser dentro dos padrões corretos, nos tubos corretos; a identificação deve ser feita instantaneamente para não haver trocas de materiais biológicos; etc.

Se essas regras não forem seguidas corretamente, teremos em mãos um material inapropriado, não podendo ser analisado e será necessária uma nova coleta. Mesmo sendo urina que a coleta é indolor isso é negativo. Se for sangue, o paciente fica sempre chateado por ser furado novamente. O médico, com a demora na liberação mostrará sua insatisfação e a credibilidade do laboratório ficará cada vez mais abalada. O que sempre pensam: Perderam o material; trocaram os tubos, etc.

Erros pré-analíticos dificilmente serão eliminados 100%, mas com dedicação e treinamento podem ser rastreados e amenizados dando mais qualidade ao diagnóstico laboratorial.


Tags: Exame de sangue, Resultado confiável, proficiência laboratorial, Erros pré-analíticos, Médicos, requisições de exame, laboratórios com palc,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. amo esse blog ainda estou cursando analises clinicas e ja estou estagiando.Aqui tenho tirado tambem algumas duvidas

    ResponderExcluir
  2. Amo analises clinica e adorei encontrar esse blog

    ResponderExcluir

 

PATOLOGIA CLÍNICA © 2012

SIGA-ME NO GOOGLE+